Blog JML - QUAL O TRATAMENTO JURÍDICO CONFERIDO À NEGOCIAÇÃO NA LEI 14.133/21? - Blog JML - Cursos, Capacitação e Aperfeiçoamento, Seminários, Eventos e Consultoria em Licitação - Excelência em Soluções Jurídicas
QUAL O TRATAMENTO JURÍDICO CONFERIDO À NEGOCIAÇÃO NA LEI 14.133/21? ... 18 de Abril de 2022
COMPARTILHE:
Definido o resultado do julgamento, de acordo com o caput do art. 61 da Lei 14.133/21, a Administração pode negociar condições mais vantajosas com o primeiro colocado. Assim, podemos assinalar como uma das principais características da norma a não obrigatoriedade de se realizar a negociação, ou seja, cabe à Administração no momento do planejamento da licitação e a partir de seu poder discricionário verificar a sua pertinência.

Optando pela negociação, que deve estar prevista no edital, a Administração pode negociar com o primeiro colocado, o qual não necessariamente está obrigado a aceitar a redução de sua proposta. Todavia, entendendo que tal proposta continua com preço acima do máximo definido, poderá a Administração, desclassificar o primeiro classificado e, então, negociar com os demais licitantes, segundo a ordem de classificação, é o que inferimos do §1º, do art. 61. O dispositivo, contudo, não detalha de forma mais pormenorizada como deve ser regido o procedimento da negociação.  

Por fim, depreendemos do §2º que a negociação deve ser conduzida por agente de contratação ou comissão de contratação, na forma de regulamento, e, depois de concluída, deve ter seu resultado divulgado.

O tema da negociação é complexo e sempre foi bastante debatido pela doutrina. Atualmente, à luz da Nova Lei de licitações, conseguimos identificar, de um lado, um posicionamento favorável, que nos informa que a negociação se tornou um procedimento imprescindível, especialmente, para resolver questões como “eventual sobrepreço em itens isolados da planilha ou mesmo a incompatibilidade do preço global com o valor estipulado para contratação”. [1]

De outro lado, temos críticas, de viés prático, relativas ao manejo das negociações, muitas vezes conduzidas com ameaças de revogação, caso o licitante se recuse a negociar, ou, conduzidas de modo acirrado, que acabam tornando a proposta inexequível. Outra crítica, agora, de viés normativo, é a de que “a admissão da possibilidade de negociação produz um efeito neutralizador do incentivo à apresentação da proposta de menor valor possível”.[2]

No âmbito da jurisprudência, o Tribunal de Contas da União parece seguir a doutrina favorável a negociação, já que em recente Acórdão, deixou assente que no pregão “a negociação com o licitante vencedor deve ser realizada mesmo se o valor ofertado for inferior àquele orçado pelo órgão ou pela entidade promotora do certame (art. 38, caput, do Decreto 10.024/2019)”. [3]

Como quer que seja, entendemos que a previsão da negociação em edital e sua prática no decorrer do procedimento deve ser pertinente com a finalidade pretendida com a contratação e deve ser conduzida com as devidas cautelas, sem perder de vista a exequibilidade da proposta.


[1]TORRES, Ronny Charles Lopes de. Leis de Licitações públicas comentadas. 12 ed. São Paulo: IusPodivum, 2021. 333-334.
[2]JUSTEN FILHO, Marçal.  Comentários à Lei de Licitações e Contratações Adminisjtrativas. São Paulo: Revista Dos Tribunais, 2021.  RL-1.17. (ebook)
[3]TCU. Acórdão 2622/2021, do Plenário. Rel. Min. Substituto Augusto Sherman. Boletim 380.

Conheça as soluções do Grupo JML!
escolha os serviços de seu interesse
COMPARTILHE:
!
A opinião emitida nos textos é de total responsabilidade de seus autores e não corresponde, necessariamente, aos entendimentos do Grupo JML.
Pregão Eletrônico 23 de Maio de 2022
QUEM TEM COMPETÊNCIA PARA JULGAR RECURSOS NO PREGÃO ELETRÔNICO?
Por: Carmen Iêda Carneiro Boaventura e Christianne de Carvalho Stroppa.
leia mais
Contrato 18 de Abril de 2022
SOBRE A PERSPECTIVA DA LEI 8.666/93, CONSIDE rand O QUE O PRAZO DE VIGÊNCIA NO CONTRATO CONSTOU DE FORMA EQUIVOCADA, E QUE SUA ALTERAÇÃO NÃO ACARRETARÁ QUALQUER MUDANÇA NA SUBSTÂNCIA DO CONTRATO, QUAL O INSTRUMENTO ADEQUADO PARA A CORREÇÃO DESSE ERRO MATERIAL?
Por: Grupo JML - Consultoria.
leia mais
Empresa Estatal 18 de Abril de 2022
OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO: REQUISITOS PARA O AFASTAMENTO DAS REGRAS DE LICITAÇÃO COM ESTEIO NO MARCO NORMATIVO DAS EMPRESAS ESTATAIS
Por: Cynthia Póvoa de Aragão e Renila Lacerda Bragagnoli.
leia mais
Nova Lei de Licitações 11 de Abril de 2022
LEI 14.133/2021. PAGAMENTOS DEVIDOS PELA ADMINISTRAÇÃO. ORDEM CRONOLÓGICA DE EXIGIBILIDADE.
Por: Grupo JML - Consultoria e Julieta Mendes Lopes Vareschini.
leia mais
Qualificação técnica 04 de Abril de 2022
LICITAÇÃO. QUALIFICAÇÃO TÉCNICA. CONSELHO DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL. EXIGÊNCIA. ESTATAIS. LIMITES E APLICAÇÃO EXTENSIVA DA LEI 8.666/93 COMBINADA COM A LEI 6.839/1980 À LEI 13.303/16. ACÓRDÃO Nº 2.615/2021 – TCU – PLENÁRIO
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD 28 de Março de 2022
LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS: DOS PRINCIPAIS CONCEITOS À IMPLEMENTAÇÃO
Por: Débora Minuncio e Sandro Tomazele.
leia mais
Nova Lei de Licitações 21 de Março de 2022
BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE O DECRETO Nº 10.947/2022: NORMATIVO REGULAMENTADOR DO PLANO DE CONTRATAÇÕES ANUAL NO ÂMBITO FEDERAL
Por: Angelina Souza Leonez.
leia mais
Sistema "S" 18 de Março de 2022
SISTEMA S. INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO. CREDENCIAMENTO. LEGITIMIDADE. REQUISITOS.
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Contratação Direta 11 de Março de 2022
JURISPRUDÊNCIA COMENTADA: O DEVER DE A ADMINISTRAÇÃO OBSERVAR A ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO DAS COTAÇÕES NAS CONTRATAÇÕES POR DISPENSA DE LICITAÇÃO.
Por: Luiz Cláudio de Azevedo Chaves.
leia mais
Nova Lei de Licitações 07 de Março de 2022
A NOVA LEI DE LICITAÇÕES E O CAPÍTULO “CONTROLE DAS CONTRATAÇÕES” NA PERSPECTIVA DOS TRIBUNAIS DE CONTAS.
Por: Alessandro Macedo.
leia mais
Sistema "S" 28 de Fevereiro de 2022
PANDEMIA DE COVID-19 NAS ORGANIZAÇÕES: ESTRATÉGIAS E AÇÕES DO SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DO CEARÁ– SESC-CE NO CONTEXTO DA PANDEMIA
Por: Lorena Braga Wendt Fernandes.
leia mais
Nova Lei de Licitações 23 de Fevereiro de 2022
A “NOVA” SISTEMÁTICA DO PREGÃO ELETRÔNICO NA LEI Nº 14.133/2021: UMA ANÁLISE SOBRE O PROCEDIMENTO DE HABILITAÇÃO
Por: Angelina Souza Leonez, Carmen Iêda Carneiro Boaventura, Victor Aguiar Jardim de Amorim.
leia mais
Nova Lei de Licitações 21 de Fevereiro de 2022
A REPACTUAÇÃO NA NOVA LEI DE LICITAÇÕES E OS CUIDADOS ESSENCIAIS
Por: Gustavo Cauduro Hermes.
leia mais
Obras 16 de Fevereiro de 2022
UM ENSAIO SOBRE “OBRAS COMUNS DE ENGENHARIA” NA NOVA LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS
Por: Rafael Jardim Cavalcante.
leia mais
Nova Lei de Licitações 11 de Fevereiro de 2022
DILIGÊNCIAS. POSSIBILIDADE DE JUNTADA DE NOVOS DOCUMENTOS. LIMITES E ALCANCE NO ÂMBITO DAS LICITAÇÕES PÚBLICAS.
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Sistema "S" 07 de Fevereiro de 2022
SISTEMA S. CONCORRÊNCIA. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS. NÃO ADOÇÃO DO PREGÃO ELETRÔNICO. ORIENTAÇÃO JURISPRUDENCIAL. IRREGULARIDADES. ACÓRDÃO 1737/2021 – TCU – PLENÁRIO
Por: Lincoln Proença.
leia mais
Sistema "S" 02 de Fevereiro de 2022
NOVA LEI DE LICITAÇÕES E O SISTEMA“S”
Por: Julieta Mendes Lopes Vareschini.
leia mais
Sistema "S" 26 de Janeiro de 2022
ALTERAÇÕES NO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS DO SEBRAE - PARTE 2
Por: Julieta Mendes Lopes Vareschini.
leia mais
Utilizamos cookies (e/ou tecnologia de rastreamento de dados) para saber como você interage com nosso Portal (Sites de serviços online, Hotsites e Landing Pages). Usamos esta informação para melhorar sua experiência e para metrificar visitantes. Para entender mais sobre o que utilizamos, veja nossas Políticas de Privacidade de Dados: Política de Privacidade e Política de Cookies.
ACEITAR